Idioma: PortuguêsIdioms: English
   
   
Digite a palavra-chave

     
  Luxe Pack Monaco
27/10/2014

MakeUp in Sao Paulo
03/12/2014

Personal Care & Homecare Ingredients (PCHi) Conference
12/03/2015

 
     
  Clique aqui e nos envie um e-mail para receber a nossa E-News.  
     
 








 
 
  Matérias  
 

Mercado de aparência masculino começa a deslanchar nas regiões Ásia –Pacífico e Brasil
Mercados - 11/02/2013

                                    
                                     homens - produtos de barbear
                                                ou de cuidados com a pele

A  categoria de beleza masculina tem se provado difícil para muitas empresas de beleza. Ela tem permanecido concentrada nas mãos de apenas algumas empresas, apesar do surgimento e maior penetração das marcas de pequenos nichos. No entanto, dado que os homens no mundo são os que ganham mais e que a sociedade está  cada vez mais acostumada com produtos de beleza masculinos, a categoria continua a oferecer um grande mercado inexplorado para as empresas.

Apesar da badalação da mídia em torno da beleza masculina, a categoria ainda tem que mostrar o crescimento forte de dois dígitos que as empresas esperam. Mas a categoria tem testemunhado um crescimento estável de cerca de 6%, em média, nos últimos cinco anos, permanecendo bastante resistente durante a recessão, quando o crescimento caiu apenas um ponto percentual. No entanto, o desempenho da categoria em diversas regiões tem sido muito irregular, com a América Latina registrando crescimento de dois dígitos e Europa Ocidental um ganho de um dígito apenas. De acordo com a agência Euromonitor International, a categoria alcançou vendas de cerca de US $ 33 bilhões em 2011, tornando-se rival próxima para produtos de higiene, com vendas de US$ 37 bilhões, e representa quase 8% do mercado da beleza mundial e de vendas de produtos de cuidados pessoais. A Europa Ocidental continua a ser a maior região para os produtos de cuidados masculino, com a América Latina preenchendo a lacuna em pouco mais de US $ 2 bilhões, abaixo dos US$ 5 bilhões em 2007.

O mercado global de cuidados masculino é quase que igualmente dividido entre produtos de barbear e produtos de higiene masculinos, ambos atingiram crescimento de cerca de 6% em 2011. Isto marca uma mudança de volta ao ano de 2000 quando os produtos de barbear masculinos representaram 60% das vendas totais dos produtos de beleza masculina. Enquanto os homens estão gradualmente se acostumando a usar produtos de higiene pessoal, graças ao aumento da cobertura da mídia e disponibilidade do produto, os estereótipos e a imagem feminina associada a alguns produtos continuam a colocar alguns homens fora do mercado de produtos de cuidados de beleza.

O produtos de barbear masculinos mantiveram-se na categoria dominante ao longo dos últimos 10 anos. A maioria dos homens considera o barbear como parte de sua rotina diária e, portanto, a maior parte das vendas derivam da categoria navalhas e lâminas, com apenas uma pequena quantidade de vendas contabilizadas por produtos masculinos pré e pós-barbear. A Europa Ocidental continuou a ser a maior região para produtos de  fazer a barba em 2011, apesar da saturação da categoria e a recente tendência de aparência com barba por fazer, com o ato de fazer a barba sendo considerado ainda uma necessidade pela maioria dos homens. Enquanto os EUA ainda representam a maior parcela das vendas em 2011, a diferença entre o país e o Brasil  está  agora baixa, para cerca de EUA $ 400 milhões dos US$ 1 bilhão há três anos. O Brasil é o mercado que mais cresce para produtos de barbear, com  taxas crescimento de dois dígitos desde 2008.

Em artigos de higiene dos homens, metade das vendas derivam de desodorantes, seguido de cuidados com os  cabelo, mostrando que os homens ainda estão priorizando funcionalidade sobre a beleza. Os desodorantes são uma parte essencial da rotina de higiene dos homens e em 2011 os homens gastaram, em média, três vezes mais per capita em desodorantes do que nos cuidados com a pele. A categoria teve um bom desempenho em 2011, com crescimento de quase 7%, em grande parte devido à indefinição da fronteira entre perfume e desodorante. As empresas tentam diferenciar as suas ofertas com desodorantes sprays que podem duplicar-se em fragrâncias  e estes têm sido bem sucedidos, especialmente entre os adolescentes.  As campanhas populares dos desodorantes Axe, por exemplo, que promovem a imagem de um homem bem sucedido assertivo e sexualmente irresistível, tem inspirado muitos jovens a usá-los como fragrâncias.

A categoria de cuidados com a pele masculina foi a mais dinâmica de 2011, com um crescimento de dois dígitos. Como as características dos cuidados com a pele das mulheres são replicadas nos produtos específicos para o sexo masculino, uma série de produtos direcionados para as questões de envelhecimento, manchas e brilho se tornaram disponíveis. Ofertas multifuncionais dirigidas a problemas específicos, tais como ressecamento, hiperpigmentação, acne e sensibilidade estão se tornando populares entre os homens à procura de eficácia e funcionalidade em sua rotina de cuidados com a pele. Em 2011, quase 60% das vendas totais de produtos de cuidados com a pele vieram da região Ásia-Pacífico, com os homens do Japão, China e Coréia do Sul, tradicionalmente acostumados a usar produtos de beleza. O aumento dos rendimentos disponíveis dos homens na região tem ajudado a impulsionar os produtos de cuidados com a pele e e de higiene pessoal dos homens em geral, com produtos para os cuidados com a pele com um crescimento de quase 20% em 2011.

AS percepções e expectativas masculinas de produtos de cuidados com a pele são muito diferentes já que os homens priorizam o hidratante e não se preocupam tanto com os produtos anti-idade.

Os comerciantes estão finalmente mudando suas estratégias de comunicação e adequando-as à demografia masculina. Isto também está sendo visto no varejo, onde os homens preferem mais o conselho de simples assistentes de loja e compram mais online do que as mulheres. Apesar de usar a internet mais do que as mulheres eles  não interagem com as marcas da mesma maneira que as mulheres  e tendem a usar mais a internet para pesquisa. Ao passarem tanto tempo on-line, os homens estão começando a perceber os banners de publicidade on-line e as marcas começaram a usar campanhas online e mídias sociais para interagir com os consumidores do sexo masculino.

De acordo com a Euromonitor International, os produtos para a aparência masculina continuarão seu caminho de crescimento estável, similar aos níveis históricos, ao longo do período de 2016. No entanto, há mudanças previstas dentro da categoria até 2016. O Brasil deve ultrapassar os EUA para se tornar líder de mercado em 2015 e a Alemanha deverá ultrapassar o Japão em 2013 para se tornar o terceiro maior mercado em valor nominal. A desaceleração do crescimento econômico do Brasil não tem previsão de parar hábitos de consumo no Brasil e, apesar da exposição à crise da zona do euro, os alemães irão adicionar outro EUA $ 250 milhões em termos reais para o mercado masculino de higiene pessoal.

Ásia-Pacífico será o segundo maior contribuinte para o crescimento depois da América Latina. O potencial destas regiões para o aliciamento do mercado masculino permanece largamente inexplorado, e considerando que, a promessa de produtos de cuidados com a pele incorporam elementos dos cuidados da pele das mulheres, como clareamento e hiperpigmentação, estas são as regiões para se assistir o mercado masculino crescer.

Fonte: Euromonitor International

Autor: Analyst Insight by Nicole Tyrimou, Beauty and Personal Care Analyst at Euromonitor International

 
 
   
 
Voltar à lista Voltar à front page
 
Busca em Notícias
  Palavra-chave        
 
 
 
  Notícias  
  Primeira Edição da Makeup In São Paulo terá participantes e conferencistas internacionais
Nacional - 24/10/2014

Marca holandesa Rituals abre lojas em São Paulo
Mercados - 24/10/2014

Natura avança 7,2% no terceiro trimestre de 2014
Nacional - 23/10/2014

O Boticário abre suas portas no mercado colombiano
Mercados - 22/10/2014

L’Occitane au Brésil inaugura minimercado em Florianópolis
Varejo - 22/10/2014

 
  Entrevistas
 
  Lucimar Brum, gerente de marketing da Amend Cosmeticos: “Acho que a mulher brasileira tem a impressão que o melhor produto está por vir”...
22/09/2014

Perfumaria - Especialistas falam sobre tendências e os cheiros que o brasileiro ama
28/07/2014

Carla Falcão, especialista em Mídias Sociais: “...é preciso lembrar que a comunicação precisa ser de mão dupla e ter continuidade... é importante humanizar esse contato.”
02/06/2014

 
  Matérias  
  Consumidores assumem o controle já que personalização em beleza cresce
Tendências - 21/10/2014

Polônia avança em seu propósito de exportação de cosméticos
Mercados - 12/10/2014

Os caminhos do Mercado Profissional de cabelos
Mercados - 03/10/2014

 

Envie-nos seu e-mail com comentários, críticas e sugestões.