Idioma: PortuguêsIdioms: English
   
   
Digite a palavra-chave

     
  Luxe Pack Monaco
27/10/2014

MakeUp in Sao Paulo
03/12/2014

Personal Care & Homecare Ingredients (PCHi) Conference
12/03/2015

 
     
  Clique aqui e nos envie um e-mail para receber a nossa E-News.  
     
 








 
 
  Entrevistas  
 

Claudia Sia, gerente de marketing e planejamento da Antilhas: “As empresas passarão a ter essa responsabilidade de planejar e controlar a quantidade de resíduo que geram e têm de levar a sério a lei para que não sejam prejudicadas”.
28/11/2011

                              


1 – Em que a Lei de proibição do uso de sacolas plásticas que entra em vigor agora no dia 1° vai afetar o mercado cosmético, se quase todas as empresas usam sacolas de papel?
 
A Lei que restringe o uso do plástico em sacolas, afeta o mercado de cosméticos ao questionar o uso das matérias-primas que estão sendo utilizadas, direcionando-as para as recicláveis. A Lei estimula o uso de matérias-primas não compostáveis, que são mais fáceis de reciclar além do uso de sacolas retornáveis, que exigem maior resistência para que o pós-uso aconteça. Esse é um ponto muito positivo já que faz com que todos passem a ter uma consciência alinhada com a sustentabilidade. Além de gerar um impacto social positivo com a inclusão das cooperativas, incentiva também o desenvolvimento de novos projetos e tecnologias que visam a sustentabilidade.


 
2 - De acordo com a Lei de descarte de todo material reciclado, o Projeto Embalagem Viva da Antilhas já recolhe resíduos sólidos descartados por seus clientes para encaminhá-los para um destino correto. Que destino seria esse? Já que esse material pode se perder em alguma cooperativa e ir parar num aterro sanitário.
 
A Antilhas possui a preocupação em direcionar os resíduos recolhidos pelo Embalagem Viva à cooperativas próximas a região onde está localizada a Antilhas ou parceiras. Para isso, possuímos um Departamento de Sustentabilidade que estreita essa relação entre as cooperativas para que possamos direcionar com segurança todos os resíduos descartados.


 
3 – Qual o impacto dessa lei em relação a embalagens? Como o percentual que cada empresa terá de ser responsável por reciclar ou dar um destino correto ao seu descarte pode prejudicá-las? As grandes empresas serão as mais prejudicadas pelo seu maior volume?
 
As empresas passarão a ter essa grande responsabilidade de planejar e controlar a quantidade de resíduo que geram e de levar a sério a lei para que não sejam prejudicadas. Pequenas e grandes empresas terão essa mesma responsabilidade proporcionalmente à quantidade resídua gerada. A maioria de nossos clientes já atua com embalagens sustentáveis em conformidade com essa tendência de mercado ou estão fazendo a transição. Eles sabem, por meio de pesquisas, que o próprio consumidor valoriza ações mais sustentáveis.



4 – Vocês participam de um desses 5 grupos  de trabalho que estão discutindo projetos setoriais no Ministéiro do Meio Ambiente? Afinal o que está em questão são resíduos reciclados e não recicláveis?

A Antilhas é associada da ABRE e eu sou diretora da ABRE dentro do conselho onde esses assuntos são discutidos. A ABRE representa os interesses de seus associados participando das discussões do Ministério do Meio Ambiente. Os resíduos podem ser recicláveis ou não.



5 - A Antilhas participa de eventos internacionais de sustentabilidade? Que tipo de participação vocês têm nesses eventos?
 
Nossa atuação é principalmente nacional por isso estamos concentrados em participações e ações no Brasil. Levamos sempre duas soluções: O Programa Embalagem Viva para a PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos) e soluções em embalagem para a Lei de restrição do plástico.

 

6 – Como está esse projeto de Logística reversa dentro do segmento de embalagens para empresas de cosméticos?
 
Projetos inteligentes, entre eles o de logística reversa, são a grande tendência de mercado e em função das novas normas e a concorrência crescente, as empresas precisam estar atualizadas a fim de se tornarem competitivas. Além disso, os próprios consumidores já olham para isso.
A logística reversa possui muitas particularidades. Muitas vezes as empresas dependem de seus clientes ou fornecedores para alinhar todo o ciclo e isso requer esforço de ambas as partes. Empresas desse segmento se planejam para estruturar uma logística reversa para estar em conformidade com a lei.


 
7 – Qual foi a participação da Antilhas no IBB (Interbusiness Brasil – evento da área de cosmética, higiene pessoal) e do BR Week (evento voltado para a área de varejo). O que vocês tinham a dizer?

Participamos e apoiamos os principais eventos que abordam os temas mais relevantes das áreas de embalagens e varejo. Tanto no IBB quando no BR week a Antilhas esteve presente com um estande especialmente desenvolvido para receber os participantes e apresentar as soluções em embalagens. No IBB pudemos levar embalagens do setor de cosmeticos com conceitos sustentáveis e alternativas diferenciadas. Já no BR Week pudemos apresentar serviços personalizados oferecidos aos nossos clientes, além de soluções em embalagens e tendências do setor. As sacolas oficiais tanto do IBB quanto no BR Week foram confeccionadas pela Antilhas. Cerca de 2 mil sacolas promocionais para cada evento.

8 -  A Antilhas então já é bem conhecida por este tipo de  atuação?

Sempre houve uma preocupação por parte da Antilhas em oferecer aos clientes produtos com conceito sustentável. Isto significa que pensamos além e desenvolvemos embalagens com soluções menos impactantes ao meio ambiente, produtos em tamanhos e formatos exaustivamente estudados, evitando excessos e proporcionando a redução das matérias-primas empregadas.



9 – Qual o destino correto que a empresa dá às embalagens cartonadas?

Destinamos às empresas recicladoras e indústrias papeleiras que fazem a reciclagem do material. Parte do valor desse material vendido é destinado ao Instituto Papel de Menino. A Antilhas apóia e é o principal parceiro fundador do IPM que atua na reinserção social de jovens que cumprem ou cumpriram medida socio educativa, através da educação, capacitação e qualificação profissional e do resgate da valorização pessoal e dos vínculos familiares e sociais.


 
10 – Dentro da área de atuação da Antilhas, você pode citar algumas das melhores soluções para o descarte de plásticos, papéis e embalagens cartonadas do setor de cosméticos?

As duas melhores formas de destino correto é a reciclagem e a reutilização. É possível direcionar os dois materiais para o descarte correto. No caso do papel/cartão, o destino mais correto é direcionar para indústrias papeleiras, e no caso dos plásticos fazer o descarte através de recicladoras.


 
11 – O que é o conceito de design thinking? Seriam as embalagens inteligentes? A Antilhas oferece esse tipo de trabalho?

O design thinking traz conceitos que podem ser aproveitados em sustentabilidade. O conceito de projetos inteligentes é um deles. Entre os exemplos de projetos inteligentes da Antilhas, podemos destacar o Overbag, item patenteado, que é utilizado para fechamento de sacolas e para caracterizá-la como uma embalagem sazonal evitando o custo e uso de espaço interno da loja com uma segunda embalagem presenteável.

 
 
   
 
Voltar à lista Voltar à front page
 

Busca em Entrevistas

  Palavra-chave        
 
 
 
  Notícias  
  BASF e Centro de Treinamento Regional de Dermatologia na Tanzânia desenvolvem protetor solar para pessoas com albinismo
Internacional - 17/09/2014

O Boticário inaugura nova fábrica na Bahia e aumenta sua capacidade de produção em 50 por cento
Nacional - 16/09/2014

Primeira edição da In-cosmetics no Brasil é bem sucedida
Nacional - 15/09/2014

Galderma investirá R$ 200 milhões no mercado de dermatologia brasileiro
Mercados - 13/09/2014

Profissionais e empresas do setor de cosméticos premiados no Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira
Nacional - 12/09/2014

 
  Entrevistas
 
  Lucimar Brum, gerente de marketing da Amend Cosmeticos: “Acho que a mulher brasileira tem a impressão que o melhor produto está por vir”...
22/09/2014

Perfumaria - Especialistas falam sobre tendências e os cheiros que o brasileiro ama
28/07/2014

Carla Falcão, especialista em Mídias Sociais: “...é preciso lembrar que a comunicação precisa ser de mão dupla e ter continuidade... é importante humanizar esse contato.”
02/06/2014

 
  Matérias  
  Natura reforça sua posição na categoria desodorante com aerosol ecológico
Mercados - 23/08/2014

Lenços Umedecidos ganham espaço no mercado pela praticidade
Mercados - 16/08/2014

Granado em loja de luxo em Paris atrai exportações
Mercados - 11/08/2014

 

Envie-nos seu e-mail com comentários, críticas e sugestões.